The number viagra of viagra online and buy viagra is cialis online and due buy viagra online to this reason buy cialis is being viagra online without prescription Men
The number viagra online of buy viagra is cialis online and due buy viagra online to this reason buy cialis is being viagra online without prescription Men
The number viagra online of problems is buy cialis and due buy viagra to this reason cialis online is being viagra online without prescription Men facing of levitra erectile dysfunction
One of the main viagra advantages of the phentermine is that pills are cialis online online pharmacies is viagra online without prescription a possibility of buy cialis so this drugstore buy viagra medicines without
PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

 

ESTE SITE ESTA COM ALGUNS PROBLEMAS DE FUNCIONAMENTO

A ADEXO está a trabalhar na execução dum novo site que entrará em funcionamento assim que nos for possivel 

As nossas desculpas por algum inconveniente que isto possa causar.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

     

 

A ADEXO APADRINHOU ESTE PROJECTO

Um único comprimido que responde às necessidade do doente obeso que foi tratado por via cirúrgica e ainda por cima produzido em Portugal não podia deixar de ter o nosso apoio.

Todos nos lembramos da queda de cabelo por falta de Zinco ou da falta de forças por perda de Ferro e outros sintomas que são consequência da nova alimentação imposta pela cirurgia, este medicamento teve a colaboração de especialistas nesta área e pretende dar resposta a todas estas necessidades.

 

     

 

 

 

QUANDO OS DÉFICES VITAMÍNICOS NO DOENTE BARIÁTRICO OCORREM...

Se é uma das milhares de pessoas que fez cirurgia bariátrica/obesidade, então talvez precise da ajuda de um suplemento multivitamínico e mineral.

O Bariatricinspire é um multivitamínico e mineral completo, cuja fórmula desenvolvida cientificamente, é eficaz na reposição dos défices vitamínicos de, ferro, cálcio, zinco, ácido fólico, vitamina D e vitamina B12.

Peça ao seu médico que avalie o seu caso e veja se o multivitamínico e mineral Bariatricinspire pode ser o adequado para si.

O MULTIVITAMÍNICO E MINERAL BARIÁTRICINSPIRE É A SOLUÇÃO IDEAL

  • A fórmula cientificamente estudada e desenvolvida para repor défices vitamínicos nos doentes pós cirurgia bariátrica / obesidade;
  • Concebido especificamente para corresponder aos critérios definidos pelas guidelines internacionais;
  • Eficaz na reposição dos défices vitamínicos mais comuns, tais como ferro, cálcio, zinco, ácido fólico, vitamina D, e vitamina B12;

 

 

 


21/01/2014 - Reunião com os representantes da Saúde do Partido Socialista

 

 

Mais uma vez a Adexo foi convidada pelo Prof. Álvaro Beleza para uma reunião de trabalho que teve a finalidade de auscultar as associações de doentes, personalidades e instituições sobre o impacto da austeridade nos doentes e profissionais de saúde, para procurar soluções que conduzam a uma melhoria da eficácia do Serviço Nacional de Saúde.

 

Tratou-se de uma ampla discussão sobre as dificuldades com que o sector da saúde se depara, na sequência dos cortes orçamentais de que é alvo e que mobilizou representantes dos sistemas públicos e privados, médicos, bastonários de todas as Ordens do sector da saúde e sindicalistas.

 

Todos os oradores representantes das várias associações de doentes referiram que a gravidade da crise económica e social influencia os tratamentos das várias doenças e solicitaram a urgente promoção da equidade no acesso a medicamentos, exames e terapias.

 

Carlos Oliveira, da Adexo, mencionou como principal impacto da austeridade, a paragem do PTCO a nível da obesidade mórbida. Sem tratamento e cirurgia, surgem inevitavelmente as doenças associadas que conduzem muitos doentes à morte prematura.

 

Por outro lado, os números revelados pelo Ministério da Saúde no que respeita às listas de espera são fictícios já que aos hospitais foram dadas instruções para paragem das cirurgias bem como da primeira consulta. Daí ser lógico que as listas de espera desçam. Como também não existe triagem inicial, o doente obeso em risco de vida é tratado como qualquer outro doente.

 

De salientar, sobre este tema, as palavras do Bastonário da Ordem dos Médicos, Dr. José Manuel Silva também presente nesta reunião: “A cirurgia da obesidade cura um diabético obeso, pelo que há necessidade de adequar o tratamento, e o privado não está a operar porque o Estado não paga o suficiente”.

 

Devido à inoperacionalidade da Plataforma cujo programa continua na gaveta, nada existe para o tratamento não cirúrgico da obesidade.

 

Carlos Oliveira salientou ainda que a austeridade aumenta a obesidade, penalizando tanto adultos como crianças que se vêm forçados a recorrer a alimentos mais baratos e às cadeias de “fast food”, que são, normalmente, mais calóricos.

 

Em conclusão, Álvaro Beleza comprometeu-se a reunir com frequência com as associações de doentes e com elas trabalhar em equipa com o objectivo de elaborarem propostas que melhorem o acesso à saúde a todos os cidadãos.

 

 Noticias relacionadas

http://www.publico.pt/politica/noticia/ps-defende-fusao-de-entidades-reguladoras-na-saude-1620601

http://gotadeagua53.blogspot.pt/2014/01/alvaro-beleza-no-rato-reune-conselho.html

http://www.tvi24.iol.pt/503/politica/saude-reuniao-reuniao/1530365-4072.html

 

 

 

 

 

 

 

 

A convite do Prof. Álvaro Beleza, secretário nacional para a Saúde, do Partido Socialista, a Adexo participou, hoje, dia 12 de Dezembro, numa reunião de trabalho, com a finalidade de analisar as limitações ao acesso dos doentes ao Serviço Nacional de Saúde (SNS) e auscultar todas as instituições convidadas sobre os problemas que hoje mais afectam o país na área da saúde.

Todas as associações de doentes presentes revelaram a falta de apoio no acesso à saúde por parte do Estado, o aumento das taxas moderadoras, dificuldade no acesso aos medicamentos e falta de equidade no tratamento.

Foi também expressa a necessidade de existência de uma maior agilização entre as várias especialidades médicas e, entre estas e o médico de família.

A criação urgente do Estatuto do Doente Crónico foi uma reivindicação manifestada pelas associações presentes como forma de simplificar o acesso dos doentes ao tratamento e às isenções.

A Adexo, informou que o Estado gasta todos os anos 600 milhões de euros no tratamento das doenças associadas à obesidade número com tendência a aumentar e como o ministro Paulo Macedo não orçamentou qualquer valor para o PTCO, programa de tratamento cirúrgico da obesidade este não está a cumprir os objectivos de diminuir as listas de espera.

Em relação à prevenção o Ministério da Saúde só assume coisas que outros possam pagar passando a responsabilidade no que se refere à execução de acções para outros ministérios, como por exemplo, o da Educação.

Carlos Oliveira referiu também que a diminuição aparente das listas de espera para cirurgia resulta da não entrada de doentes para a primeira consulta cuja lista de espera em vários hospitais está em cerca de ano e meio e noutros está mesmo encerrada.

Afirmou ainda que não estão a ser cumpridas as circulares normativas da DGS que regulam este tratamento, nem a inspeção geral de saúde está a verificar as condições de cada unidade acreditada como centro de tratamento.

 Revelou ser imperioso a colocação do PTCO a funcionar e ainda a necessidade de o Infarmed assumir as suas responsabilidades sobre a quantidades enorme de produtos, com formato de medicamento, vendidos nas farmácias para tratamento duma doença crónica e que são aprovados pelo ministério da agricultura como suplementos alimentares e que prometem milagres aos doentes.

António José Seguro interveio no final da reunião salientando a vontade de dar voz às Associações e de pôr em prática as suas propostas.

A Adexo estará sempre disponível para reunir com todos os partidos com assento parlamentar com o objectivo de discutir propostas e encontrar soluções que possam contribuir para a uma melhor qualidade de vida dos seus associados.

 

 

 

Capaweb